DETRAN - Departamento Estadual de Trânsito
Veículo - regravação de chassi
Licença concedida pelo DETRAN para realizar a regravação do chassi de veículo da frota do Espírito Santo, nos casos de impossibilidade de leitura.
Exemplo: Desgaste pelo tempo, ferrugem e outros.
Dirigir-se, COM seu veículo, para a área de Vistoria do Faça Fácil, munido dos documentos necessários para
dar início ao serviço desejado.

a) 1ª Etapa - Autorização prévia:

1 - Realizar vistoria: da Polícia Civil - Furtos e Roubos e do DETRAN, ambas no mesmo local;
Obs: Os laudos das vistorias serão entregues diretamente ao DETRAN.
2 - Dirigir-se ao protocolo do DETRAN dentro da Central para receber o DUA (PC/DETRAN) para pagamento;
3 - Dirigir-se à rede bancária autorizada e efetuar pagamento das taxas;
4 - Retornar ao órgão para protocolar o requerimento e obter a autorização para regravação do chassi;
5 - Proceder a regravação na concessionária indicada pelo DETRAN na autorização e depois retornar ao FAÇA FÁCIL para regularização.

b) 2ª Etapa - Regularização da Gravação do Chassi:

1 - Dirigir-se, COM seu veículo, para a área de Vistoria do Faça Fácil, munido dos documentos necessários para finalizar o serviço;
2 - Fazer vistoria do DETRAN no veículo;
3 - Dirigir-se à recepção do DETRAN dentro do Faça Fácil, pegar senha para atendimento, abertura do processo e receber DUA/DETRAN para pagamento da taxa do serviço;
4 - Dirigir-se à rede bancária autorizada e efetuar pagamento do DUA;
5 - Retornar à recepção do DETRAN para finalizar o processo e receber o novo documento(CRV).
  • Terceiros
  • Proprietário do Veículo - Pessoa Física
  • Proprietário do Veículo - Pessoa Jurídica
  • Terceiros
  • Proprietário do Veículo - Pessoa Física
  • Proprietário do Veículo - Pessoa Jurídica
Proprietário do Veículo - Pessoa Física
  • Documentação após a Regravação do Chassi

    - Laudo de Vistoria do DETRAN;

    - Carteira de Identidade (cópia autenticada ou simples com apresentação do original) - pode ser substituída por qualquer documento de identificação oficial (com foto), tais como:
    * Carteira de Trabalho;
    * Carteira Nacional de Habilitação (dentro da validade);
    * Carteira de identificação profissional de membros das Forças Armadas, da Polícia Militar, Polícia Civil e Polícia Federal;
    * Carteiras expedidas pelos órgãos fiscalizadores de exercício profissional (Ordem dos Advogados do Brasil, Conselho Regional de Medicina, Conselho Regional de Administração etc.);

    - CPF - cópia autenticada ou simples com apresentação do original;

    - Certificado de Registro de Veículo – CRV (original);

    - Nota Fiscal da empresa prestadora do serviço;

    - Cópia (autenticada ou simples com apresentação do original) da autorização do Detran e do laudo de vistoria da Polícia Civil, feita antes da regravação;

    - Comprovante de residência:
    Declaração de próprio punho (com assinatura igual à do documento de identidade apresentado), OU cópia autenticada ou simples, com apresentação do original, de conta de água, luz, telefone ou correspondência expedida por pessoa jurídica cujo nome e endereço do titular estejam impressos nesta.

  • Documentação para Autorização Prévia

    - Requerimento solicitando a autorização para regravação, indicando o nome da concessionária que efetuará o serviço e o motivo da regravação;

    - Carteira de Identidade (cópia autenticada ou simples com apresentação do original) - pode ser substituída por qualquer documento de identificação oficial (com foto), tais como:
    * Carteira de Trabalho;
    * Carteira Nacional de Habilitação (dentro da validade);
    * Carteira de identificação profissional de membros das Forças Armadas, da Polícia Militar, Polícia Civil e Polícia Federal;
    * Carteiras expedidas pelos órgãos fiscalizadores de exercício profissional (Ordem dos Advogados do Brasil, Conselho Regional de Medicina, Conselho Regional de Administração etc.);

    - Certificado de Registro de Veículo – CRV (cópia autenticada ou simples com apresentação do original);

    - CPF - (cópia autenticada ou simples com apresentação do original);

    - Boletim de Ocorrência – BO (original ou cópia autenticada) e Auto de Entrega, para o caso de Furto/Roubo;

    - Boletim de Ocorrência – BO (original ou cópia autenticada) e Certificado de Segurança Veicular - CSV, para o caso de Acidente;

    - Declaração da oficina, em papel timbrado, com a firma reconhecida, quando o motivo da regravação for imperícia mecânica.

Proprietário do Veículo - Pessoa Jurídica
  • Documentação após a Regravação do Chassi

    - Laudo de Vistoria do DETRAN;

    - Carteira de Identidade do representante da empresa (cópia autenticada ou simples com apresentação do original) - pode ser substituída por qualquer documento de identificação oficial (com foto), tais como:
    * Carteira de Trabalho;
    * Carteira Nacional de Habilitação (dentro da validade);
    * Carteira de identificação profissional de membros das Forças Armadas, da Polícia Militar, Polícia Civil e Polícia Federal;
    * Carteiras expedidas pelos órgãos fiscalizadores de exercício profissional (Ordem dos Advogados do Brasil, Conselho Regional de Medicina, Conselho Regional de Administração etc.);

    - CPF do representante da empresa (cópia autenticada ou simples com apresentação do original);

    - CNPJ (com validade dentro do prazo).
    Cópia autenticada ou simples com apresentação do original;

    - Contrato Social ou Estatuto - cópia autenticada ou simples com apresentação do original;

    - Certificado de Registro de Veículo – CRV (original);

    - Nota Fiscal da empresa prestadora do serviço;

    - Cópia (autenticada ou simples com apresentação do original) da autorização do Detran e do laudo de vistoria da Polícia Civil, feita antes da regravação.

  • Documentação para Autorização Prévia

    - Requerimento solicitando a autorização para regravação, indicando o nome da concessionária que efetuará o serviço e o motivo da regravação;

    - Carteira de Identidade do representante da empresa(cópia autenticada ou simples com apresentação do original) - pode ser substituída por qualquer documento de identificação oficial (com foto), tais como:
    * Carteira de Trabalho;
    * Carteira Nacional de Habilitação (dentro da validade);
    * Carteira de identificação profissional de membros das Forças Armadas, da Polícia Militar, Polícia Civil e Polícia Federal;
    * Carteiras expedidas pelos órgãos fiscalizadores de exercício profissional (Ordem dos Advogados do Brasil, Conselho Regional de Medicina, Conselho Regional de Administração etc.);

    - Certificado de Registro de Veículo – CRV (cópia autenticada ou simples com apresentação do original);

    - CPF do representante da empresa (cópia autenticada ou simples com apresentação do original);

    - Boletim de Ocorrência – BO (original ou cópia autenticada) e Auto de Entrega, para o caso de Furto/Roubo;

    - Boletim de Ocorrência – BO (original ou cópia autenticada) e Certificado de Segurança Veicular - CSV, para o caso de Acidente;

    - CNPJ (com validade dentro do prazo).
    Cópia autenticada ou simples com apresentação do original;

    - Declaração da oficina, em papel timbrado, com a firma reconhecida, quando o motivo da regravação for imperícia mecânica.

Terceiros
  • Carteira de Identidade

    Cópia autenticada ou simples com apresentação do original - pode ser substituída por qualquer documento de identificação oficial (com foto), tais como:
    - Carteira de Trabalho;
    - Carteira Nacional de Habilitação (dentro da validade);
    - Carteira de identificação profissional de membros das Forças Armadas, da Polícia Militar, Polícia Civil e Polícia Federal;
    - Carteiras expedidas pelos órgãos fiscalizadores de exercício profissional (Ordem dos Advogados do Brasil, Conselho Regional de Medicina, Conselho Regional de Administração, etc.).

  • CPF - Cadastro de Pessoa Física

    Cópia autenticada ou simples com apresentação do original.

  • Documentação do Proprietário do Veículo
  • Procuração Pública

    Informar que o outorgante pode representar o proprietário no DETRAN. Quando o CRV não for assinado pelo proprietário, é necessário apresentar procuração específica constando que o outorgado tem poderes para vender o veículo (ou assinar recibo).

    *Observações:
    - A procuração deve ser lavrada no cartório (registrada no livro do cartório).
    - Ficará retida no órgão.

  • Taxa autorização para regravação

    Valor: R$ 65,45

  • Taxa de Regularização do cadastro no Detran

    Valor: R$ 196,36

  • Taxa de Vistoria Policia Civil

    Valor: R$ 134,18

Forma de Pagamento
  • À vista
Documento de pagamento
  • DUA - Documento Único de Arrecadação
    • Caixa Econômica Federal
    • Banco do Brasil
    • Banestes
    • Bradesco
    • Casas Lotéricas
    • Bancoob
    • Sicoob
    • Unibanco
    • Banestes Mais Fácil
  • Prazo para finalizar o serviço: Após pagamento das taxas e retorno ao órgão para regularização da regravação do chassi
  • Prazo de retirar o documento: Imediato após a regularização da regravação do chassi
  • Onde retirar/receber: No Faça Fácil
  • Observação: Se o serviço necessitar de alguma correção no documento do veículo (Certificado de Registro do Veículo – CRV), como na inclusão/exclusão de dados, exemplo, taxi ou transporte escolar, ou até mesmo alteração de dados, quando apresentar alguma divergência entre os dados do sistema do Detran e o veículo, o documento (CRV) com as devidas correções não será entregue no mesmo dia, o prazo será de 15 dias úteis.
DETRAN - Departamento Estadual de Trânsito